Círculo Ecumênico PDF Imprimir E-mail

 

Movimento Ecumênico e Inter-Religioso de Niterói

Em maio de 2010, o Movimento Ecumênico de Niterói completou 15 anos de existência.

SUA ORIGEM E CAMINHADA

O Movimento Ecumênico de Niterói teve início em 1995, quando a comunidade do Santuário das Almas era surpreendida com freqüentes convites da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, da Alameda Alcides, 102, em Icaraí, cujo responsável na época era o Pastor Haroldo Reimer, para participação em eventos comemorativos, como Dia mundial de oração pela paz, , reflexão do Advento e Natal, chá da Páscoa, festas juninas etc... Após vários convites, aos quais não foram correspondidos, Pe. Sebastião, que era Vigário na época, sendo Pároco o Pe. Pio, achou que era de boa convivência, a ida de alguns representantes da Paróquia aos eventos e, assim, com uma boa acolhida e integração com os Luteranos, iniciou-se a partir daí uma fraterna amizade. Motivado, o grupo católico propôs, no ano seguinte, convidar as igrejas evangélicas históricas para juntos, organizarem a SEMANA DE ORAÇÃO PELA UNIDADE DOS CRISTÃOS, proposta anualmente pelo CONIC e pela CNBB, iniciando-se no Domingo da Ascensão e terminando no Domingo de Pentecostes. Aderiram ao convite, pastores e leigos das Igrejas Luterana, Anglicana, Metodista e Presbiteriana Unida...A primeira celebração ecumênica, organizada com reuniões preparatórias conjuntas, foi feita no Santuário das Almas, sob a coordenação do Pe. Sebastião e dos Pastores das Igrejas acima citadas.

Aproveitando o entusiasmo de todos pela calorosa fraternidade que se iniciava, e que passaram a considerar que um encontro anual era muito pouco, criou-se, então o CÍRCULO BÍBLICO ECUMÊNICO DE NITERÓI, com reuniões mensais, sempre nas terceiras quintas-feiras de cada mês, alternando-se os locais entre as igrejas católica, luterana e anglicana, onde, com cânticos, leituras bíblicas e reflexões, são partilhadas experiências e vivências de cada Igreja, fundamentadas naquilo que elas têm em comum: A PALAVRA DE DEUS, onde são respeitados os dogmas, crenças e doutrinas de cada Igreja. É a UNIDADE na DIVERSIDADE...Estas reuniões mensais são realizadas mensalmente até o presente momento.

Após esta experiência, a Semana de Oração vêm se repetindo anualmente, sendo que atualmente, quando se comemora esta Semana, há celebrações, além do Santuário das Almas, também nas Igrejas Luterana e Anglicana e organizamos também uma ida nossa durante a Semana ao Rio de Janeiro, para participar  em uma das celebrações organizadas pelo CONIC nas igrejas locais.. Estes eventos criam laços importantes, unindo cristãos e cristãs em momento de fraterna e solidária oração e integração. Em 2001, uniu-se ao Círculo Ecumênico, representantes das Igrejas Católica Ortodoxa Antioquena, Reformada Cristã e Presbiteriana do Brasil.

Juntos, os integrantes das várias igrejas já desenvolveram diversas atividades não só de cunho espiritual, mas também de ação social, em parceria com o Grupo Fé e Cidadania do Santuário, tais como: CAMINHADAS pela Paz, pela conservação do Meio Ambiente, pela Justiça, pelo SIM no referendo contra as armas; Vias Sacras Ecumênicas públicas na 6ª feira da Paixão (no Campo de São Bento, nas ruas do Bairro Pé Pequeno, no Largo do Marrão); diversos Abaixo-Assinados pela aprovação a Lei contra a corrupção eleitoral; contra o aumento dos salários dos Deputados, contra o nepotismo, pela Ficha Limpa, enfim, todas as ações que, apoiadas pela CNBB, visando a ética, a justiça e o bem-comum de todos.

O Movimento Ecumênico, quando solicitado, também organiza celebrações ecumênicas para formaturas, ação de graças, pelo falecimento de alguém,  sempre, de nossa parte católica, orientados pelo nosso Pároco.

Considerando o crescimento do Círculo, ficou acertado,em 2006, e com o aval do CONIC/RJ, que ao invés de Círculo Ecumênico, o grupo passaria a denominar-se MOVIMENTO ECUMÊNICO E INTER-RELIGIOSO DE NITERÓI. Atualmente oMovimento conta com 26 componentes.

ENCONTROS INTER-RELIGIOSOS

Há seis anos são realizados na Universidade Federal Fluminense por ocasião do aniversário de sua fundação dia 18 de dezembro. Antes eram celebradas missas, mas com o correr do tempo, várias manifestações foram feitas no sentido de que, sendo a Universidade um universo de várias religiões e culturas, deveria também, fazer-se uma celebração inter-religiosa. Passou-se, então, no aniversário da UFF, a organizar-se um encontro inter-religioso anual. No momento, existe a Pastoral Universitária, coordenada pelos católicos, havendo mensalmente a celebração da missa.

Como já tínhamos no Movimento Ecumênico membros de igrejas cristãs, passamos a fazer contatos com representantes das diversas culturas que trabalham na Universidade e, assim, fomos conseguindo convidar seus líderes para participar desses Encontros, em torno de 24 representações. Os convites para estas celebrações são assinados atualmente, no caso ecumênico, pelos Bispos D.Alano e D.Roberto e no caso inter-religioso, pelo Reitor da UFF, por tratar-se de aniversário da Universidade. Este ano de 2010, a celebração inter-religiosa será no dia 27 de outubro, em ação de graças pelo jubileu de ouro da Universidade.

Nessas celebrações tanto ecumênicas quanto inter-religiosas, mais antigas, sempre tivemos presentes representantes católicos (padres):  Da Arquidiocese, comparecia o Pe. Claudio e do Santuário, o Pároco do momento, sendo que atualmente é o Pe. Luís Maurício Telles da Silva, MSC.  Quando da posse de D. Alano, Arcebispo de Niterói, o Movimento Ecumênico foi cordialmente recebido por ele, ocasião em que D.Alano deu todo apoio para a continuidade do Movimento, presidindo, inclusive, as celebrações da Semana de Oração. D. Roberto Paz, também, tão logo chegou mantivemos contato com ele, o qual reforçou seu apoio tanto ao movimento ecumênico quanto ao inter-religioso, tendo comparecido às respectivas celebrações no Santuário  e na Universidade, desde que chegou a Niterói.

CONIC/ RJ  (CONSELHO NACIONAL DAS IGREJAS CRISTÃS): O Movimento Ecumênico e Inter-religioso de Niterói tem sua inscrição no CONIC Nacional, em Brasília, e no CONIC/Regional, aqui no Rio de Janeiro, cujo Presidente atual é o Bispo anglicano, D. Filadelfo de Oliveira Neto, da Igreja Episcopal Anglicana.

Nós, católicos, que estamos integrados na Paróquia dentro da DIMENSÃO ECUMÊNICA E DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO, sempre nos fundamentamos nas publicações da Igreja, da CNBB, para as nossas ações. O Documento de Aparecida, assinado pelos Bispos do Brasil,  enfatisa a necessidade do Diálogo ecumênico e inter-religioso, conforme consta às fls. 108/112:

Pág. 108/item 227:

“A compreensão e a prática da eclesiologia de comunhão nos conduz ao diálogo ecumênico. A relação com os irmãos e irmãs batizados de outras igrejas e comunidades eclesiais é um caminho irrenunciável para o discípulo missionário, pois a falta de unidade representa um escândalo,  um pecado e um atraso do cumprimento do desejo de Cristo: “Que todos sejam um, como Tu, Pai, estás em mim e eu em Ti. E para que também eles estejam em nós, a fim de que o mundo acredite que tu me enviaste”  (Jo 17,21) .

Pág. 110 – item 233:

“Nesta nova etapa evangelizadora, queremos que o diálogo e a cooperação ecumênica se encaminhem para despertar novas formas de discipulado e missão em comunhão. Cabe observar que, onde se estabelece o diálogo, diminui o proselitismo, crescem o conhecimento recíproco e o respeito, e se abrem possibilidades de testemunho comum”.

Pag. 112 – item 239:

“O Diálogo Inter-religioso, além de de seu caráter teológico, tem um significado especial na construção da nova humanidade: abre caminhos inéditos de testemunho cristão, promove a liberdade e a dignidade dos povos, estimula a colaboração para o bem comum, supera a violência motivada por atitudes religiosas fundamentalistas, educa para a paz e para a convivência cidadã; é um campo de bem-aventuranças que são assumidas pela Doutrina Social da Igreja”.


LAST_UPDATED2