Movimento de Nossa Senhora de Schoenstatt PDF Imprimir E-mail

 

Paróquia Nossa Senhora do Sagrado Coração - Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt

•    27 imagens que visitam as famílias (cada imagem visita 30 famílias)

•    03 imagens que visitam os enfermos em 09 famílias.

Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt.

“Nada sem ti, nada sem nós”.


Queremos hoje e sempre, abrir as portas do teu Santuário para te louvar e agradecer, porque nos dás o teu filho Jesus, que sensível a teus apelos de Mãe, escuta nossas preces e, no Espírito Santo, as conduz ao Pai. Nós te louvamos porque assim nos abrigas em teu coração e, por nossa livre cooperação, nos queres educar, transformar e enviar, a fim de darmos testemunho do amor de Deus Trino, da importância de celebrar o dom da vida e de crer no Cristo Ressuscitado, nossa Páscoa.

Vem, conhece e anuncia... com a Mãe Peregrina!

Quando a imagem da Mãe Peregrina nos visita, ou a levamos para o nosso irmão, recordamos a peregrinação do diácono João Luiz Pozzobon, que iniciou esta campanha em 1950, quando recebeu a imagem da Mãe Três Vezes Admirável da Irmã M. Teresinha Gobbo, para leva-las às famílias e com elas rezar o terço, quando possível. Ao longo de 35 anos, o Sr. João Pozzobon peregrinou, levando sobre seus ombros a imagem da Mãe de Deus aos lares, aos hospitais, às escolas, aos presídios, e às paróquias, incentivando por toda parte a reza do terço e a participação nos sacramentos. Com o tempo, este apostolado de início modesto, cresceu extraordinariamente e assumiu dimensões mundiais, estendendo-se por todas as Américas (Sul, Central e Norte), e por numerosos países da Europa, Ásia e África.

Lembramos que as Imagens da Mãe Peregrina não são vendidas: a Mãe Peregrina parte, levando as graças e bênçãos do Santuário para cada lar, visando a evangelização das famílias. Portanto, todas as imagens adquiridas fora do Santuário, não estão vinculadas a este Apostolado.

Mas a que obra religiosa está vinculada a campanha que acabamos de falar? A que Movimento pertencia a Irmã Teresinha e o Sr. João? E os Santuários de onde partem as Imagens Peregrinas, o que representam?

O Movimento Apostólico de Schoenstatt

Schoenstatt: uma Obra fecunda, um Movimento Apostólico e Mariano.

O Movimento Apostólico de Schoenstatt é Obra da Divina Providência, que escolheu como seu instrumento principal o Pe. Kentenich. Fundado em 18 de outubro de 1914, na Alemanha, tem por objetivo principal a renovação religiosa e moral do mundo através da formação do homem novo, moldado pelas mãos educadoras de Maria, através da “Aliança do Amor” com ela selada. Esta Aliança do Amor com Maria, se comprova pelo Capital de Graças, isto é, tudo deve ser oferecido à Mãe para que ela disponha de nossas boas obras, trabalhos, alegrias, sofrimentos e esforços, para vencermos nosso egoísmo e pecado.

O Movimento e seu fundador foram submetidos a duras provas, que as graças movidas pela Mãe a partir de seu Santuário permitiriam vencer. Uma dessas provas foi a perseguição que o nazismo empreendeu, entre os anos de 1933 e 1945, contra a Igreja e, com especial violência, contra Schoenstatt. O Fundador, Padre Kentenich, com muitos outros sacerdotes colaboradores, foi enviado ao Campo de Concentração de Dachau. No entanto, a perseguição produziu efeito contrário do que pretendiam os nazistas. A Obra de Schoenstatt não pereceu; no meio das perseguições cresceu em extensão e profundidade. Em 1947, o Pe. Kentenich fez a primeira de suas dez visitas ao Brasil e estruturou sua fundação em diversas cidades.

Por seu crescimento e atuação, visando a restauração do mundo em Cristo, por meio de Maria, ou a criação de uma nova ordem social, este Movimento conta-se entre os frutos da vida carismática na Igreja deste novo milênio. Sua espiritualidade quer ajudar as pessoas a terem uma profunda vivência de fé. Para isso através da Aliança de Amor com a Virgem Maria procura experimentar o Deus da vida e da história, que com o amor de Pai, providente e misericordioso, conduz os homens. Este experiência revele também a Deus como um Pai que nos chama a seguir a Cristo, tornando-nos co-responsáveis por sua igreja, para servi-la como instrumentos e apóstolos e construir uma nova ordem social. Para o cumprimento desta tarefa as comunidades de Schoenstatt oferecem vigorosos impulsos e orientações ascético-pedagógicas.

As comunidades apostólicas de educação, integrantes da Família de Schoenstatt, nascem junto aos Santuários de Graças da Mãe Três Vezes Admirável (são 165 santuários no mundo, 18 deles no Brasil). Formam-se como efeito da livre ação divina e da livre cooperação humana e constituem uma estrutura original, concebida pelo Pe. Kentenich, que guiado pela Divina Providência, fundou-as como múltiplas comunidades juridicamente independentes e sem diferenças hierárquicas entre as pessoas que as compõe. O que as une e vincula é a Aliança de Amor com a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt. A essas comunidades, agrupadas em Institutos Seculares, Uniões Apostólicas, Liga e Movimento Popular e de Peregrinos, pertencem homens, mulheres, casais, jovens, crianças e doentes, que se organizam nos diferentes “ramos” da Família de Schoenstatt, segundo seu estado de vida, vocação pessoal e grau de compromisso. Muitos desses ramos estão atuando em várias cidades do Brasil. Os Institutos Seculares erigidos canonicamente, se situam no plano universal da Igreja e estão dotados de um governo centralizado. As Uniões Apostólicas têm bases de nível diocesano, mas que se agrupam federativamente, no plano nacional e internacional. Os diferentes agrupamentos da Liga Apostólica implantam-se no nível paroquial e têm uma organização diocesana.

Em Niterói, além dos zelados, missionários e coordenadores das Imagens Peregrinas, o Movimento Apostólico de Schoenstatt atua através dos seguintes ramos da Liga Apostólica. O Ramo das Mães, a Liga das Famílias, a Liga Feminina, a Juventude Feminina, as Apóstolas Luzentes e o ramo mais recente, o dos Pioneiros.

Todos esses grupos acolhem com simpatia as novas e sempre bem-vindas adesões. Seus componentes reúnem-se com frequência compatível com suas demais atividades e dispõem de uma orientação segura para o amadurecimento de sua fé e de seu amor ao Deus Trino e à Mãe de Deus. Nesses encontros de oração e reflexão são estudados e debatidos do Pe. Kentenich e de outros autores formados na espiritualidade e pedagogia de Schoenstatt. A assessoria no curso dessa caminhada é feita pelas Irmãs de Maria de Schoenstatt. Anualmente realizam-se retiros, encontros de aprofundamento, tardes de louvor e encontros de confraternização. Deste modo empenha-se o Schoenstattiano pela auto-educação para formar o santo da vida diária capaz de infiltrar nova vida cristã em todos os ambientes e na massa, não pelo ruído de seus discursos, mas pelo esforço em viver seu ideal, marcando sua presença e atuando eficientemente nas paróquias e dioceses em várias pastorais. Vale lembrar que estes e todos os devotos da Mãe Três Vezes Admirável podem encontrar-se na missa do dia 18, em suas paróquias e, na celebração, renovarem sua consagração à Nossa Senhora.

Para ingressar em algum desses ramos e assim crescer na espiritualidade de Schoenstatt é possível:

•    Informar-se com os missionários ou com os coordenadores da Imagem Peregrina

•    Comunicar-se com o Santuário da Redenção da Família, no Rio de Janeiro, através do telefone 2442-0034 (Assim que puder, não deixe de visitar o seu Santuário: Estrada dos Bandeirantes, 13.833 – Vargem Pequena)

Mais informações, por favor, clique aqui e entre em contato conosco.

(Atualizado em Agosto de 2014)